Posse da nova diretoria do SindiCFCRS

Posse da nova diretoria do SindiCFCRS

 Vilnei Sessim assume a entidade, com desafio de manter a qualificação dos serviços e inovar no atendimento ao cidadão

No dia 5 de maio, em cerimônia realizada na sede da Fecomércio, em Porto Alegre, o SindiCFCRS empossou sua nova diretoria para a gestão 2022-2026. O sindicato patronal, que representa mais de 260 Centros de Formação de Condutores (CFCs) de todo o Rio Grande do Sul, passa a ser comandado pelo presidente Vilnei Pinheiro Sessim, que substitui no cago Edson Cunha, por 24 anos dirigente sindical.
​A posse resgatou a fundação da entidade, em 1997, que remete à criação do Novo Detran. Desde então, a entidade se consolidou como representante da categoria em âmbito estadual, trabalhando pela manutenção da qualidade do processo de habilitação de condutores, renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e de todos os outros serviços ligados à área, garantindo a melhor qualidade no atendimento ao usuário e a constante evolução das empresas associadas.
​Diversas autoridades acompanharam a solenidade, como o diretor geral do Detran, Marcelo Soletti, e o diretor técnico da autarquia, Fábio Santos, o vice-presidente da Fecomércio, André Roncato, o presidente da Feneauto, Magnelson de Souza- entidades as quais o sindicato é associado-, e a deputada Patrícia Alba, em nome da Assembleia Legislativa.
​Ao abrir o evento, o presidente sindical da gestão 2018-2022, Edson Luis Cunha, fez seu discurso de despedida, relembrando os primórdios do sindicato e a elaboração da portaria que autorizou o credenciamento dos CFCs, em 2000.”Nessa caminhada a gente conseguiu melhorar a formação de condutores, ampliar a carga horária, qualificar a formação”, disse.
​Ele apontou ainda que o serviço dos CFCs tem se mostrado essencial para, junto com as ações do Detran, contribuir para a queda da acidentalidade no Estado. “A essência do nosso trabalho é salvar vidas”, enfatizou. Cunha disse também que seguirá no ramo, como proprietário de um CFC em Gravataí e advogado da área de trânsito, e que deixa o sindicato com “muita tranquilidade”. “E essa tranquilidade vem de saber que, ao longo dos últimos anos, nós tivemos o Vilnei Sessim, que assume a presidência, com uma trajetória e caminhada diária de acompanhamento das pautas da carreira e, agora, assumindo a presidência do sindicato. Tenham, os senhores, então, a certeza de que o sindicato e a categoria estarão em boas mãos, que o Detran terá uma pessoa capacitada, especialista em trânsito, competente para tocar esse trabalho”, disse.
​Por fim, Cunha agradeceu aos colaboradores de sua gestão e o apoio dos empresários e do DetranRS, e falou que “entrega a chave do sindicato a Sessim, com a certeza de que ele fará um excelente trabalho”. “Muito obrigado a todos por esses 25 anos”, encerrou.
​O ex-dirigente foi homenageado com a entrega de um troféu de reconhecimento ao seu trabalho, das mãos dos mais antigos proprietários de CFCs e instrutores de autoescolas e do presidente da Feneauto.
​Em nome da Feneauto, Magnelson de Souza destacou que Cunha serviu de inspiração para todos os CFCs, fazendo com que o Rio Grande do Sul servisse de modelo para os CFCs do Brasil. “Temos hoje no Brasil quase 13 mil autoescolas e CFCs e vim aqui em nome deles, em gratidão ao trabalho do Edson pelo setor e para desejar ao Sessim que mantenha essa chama para que o RS continue sendo esse modelo exemplar na formação de condutores”, disse.
​Também se manifestou o diretor geral do Detran, Marcelo Soletti, ressaltando a qualidade dos serviços credenciados dos CFCs, considerados modelo no País, e falou como exemplo o avanço da prova teórica eletrônica, hoje case de sucesso, acabando com a fila do exame teórico. “Temos o mesmo ideal, que é formar cada vez melhor o cidadão gaúcho e entregar um serviço de qualidade que continue sendo modelo”.
​O vice-presidente da Fecomércio deu sequência à solenidade, empossando Sessim como presidente do SindiCFCRS. Em uma rápida saudação, destacou a parceria com o sindicato. “Para a Fecomércio-RS é uma honra poder participar de momentos especiais como esse, que fortalecem as relações sindicais e onde reforçamos o compromisso para novas entregas. Estamos aqui para ser um elo entre os Sindicatos e a CNC, mas sem vocês nada disso faz sentido. Vocês são a ponta que oportunizam o contato com os empresários e nos sinalizam as ações que são fundamentais”, disse.
​Se dirigindo diretamente a Cunha, falou do trabalho em representação e defesa da categoria, e a Sessim desejou sucesso à nova gestão, “dando voz e colhendo frutos importantes para o setor”. Ao término de sua manifestação, Roncato deu posse a Sessim no novo cargo e à toda a diretoria que o acompanha para a gestão 2022-2026.

Comprometimento com a segurança no trânsito e a formação qualificada de condutores

Já como presidente do SindiCFCRS, Sessim falou à categoria: “Me sinto honrado e agradecido pelos meus colegas empresários terem me escolhido para presidir o SindiCFC, uma entidade forte, que há mais de 25 anos trabalha na direção dos CFCs. Agradeço a confiança e o apoio da diretoria e do até então presidente Edson Cunha, que me incentivaram a assumir o cargo, missão que aceitei reconhecendo a grandeza desse trabalho”.
​Sessim ressaltou que a entidade continuará comprometida com a qualificação e formação dos condutores, além da segurança no trânsito. “Com a constante parceria com o governo do Estado e, principalmente, com o Detran, que tem como papel principal o de regrar, coordenar e fiscalizar nossas ações e, acima de tudo, para com o cidadão usuário, nosso ator principal em todos esses processos, zelando pela vida da sociedade gaúcha e brasileira, afinal, trânsito é vida”, disse.
​Ao pontuar que os CFCs gaúchos são referência nacional, como mencionado anteriormente por outros oradores, enfatizou: “Podemos dizer que aqui nesses rincões do Brasil os CFCs cumprem totalmente a legislação, buscando constantemente o aprimoramento da classe e novas tecnologias como os exames teóricos eletrônicos, qualificando o serviço e reduzindo a burocracia, e gerando economia em papel”.
​Sessim falou também das constantes inovações implementadas junto com o Detran, como também as aulas teóricas remotas e o sistema de provas teóricas eletrônicas, modernizando ainda mais o sistema, e agradeceu ao Detran e aos CFCs, “que não mediram esforços, em plena Covid-19, quando seus cofres estavam deficitários, para a implantação da sala de provas teóricas eletrônicas, demonstrando seu compromisso com a sociedade gaúcha e a permanência da qualificada formação de condutores.”
​Agradeceu também ao apoio do Parlamento gaúcho, da Feneauto, da Fecomércio e, principalmente, dos empresários do setor, pela irrestrita participação ao longo desses 24 anos do Sindicato, renovando o pedido para que assim permaneçam nos próximos anos. Sessim destacou ainda a importância econômica do setor, que gera mais de 9,5 mil empregos diretos e cerca de 17 mil indiretos. “Contribuímos em uma importante fatia da economia do RS, além de concentrarmos nos CFCs todo o serviço de habilitação de condutores, com o atendimento a mais de 82 mil cidadãos por mês”.
​Por fim, falou aos demais membros da diretoria que o acompanharão, agradecendo o comprometimento com o bem comum, e à equipe de bastidores do SindiCFC. “Teremos muito a fazer, temos uma grande oportunidade de olhar o passado com gratidão, o presente com ação e planejar o futuro com tenacidade e estratégia, buscando o melhor a cada dia para a nossa categoria”, encerrou.

Fechar Menu
SindiCFC-RS