DIRIGIR SOB NEBLINA: Quais cuidados tomar para evitar acidentes?

DIRIGIR SOB NEBLINA: Quais cuidados tomar para evitar acidentes?

Dirigir é muito bom, mas demanda responsabilidade do condutor, e em condições adversas, como neblina, quem está atrás do volante deve redobrar a atenção. O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) especifica alguns cuidados que devem ser tomados nesse tipo de situação, ao passo que a visão fica comprometida, aumentando o risco de acidentes.

Há várias medidas que podem ser tomadas ao dirigir sob nevoeiro e em todos os casos, é importante estar com as revisões em dia e com o carro regulado. A melhor prevenção é a informação, por isso, o SindiCFC relembra e dá algumas dicas de direção defensiva que os CFCs gaúchos transmitem aos seus alunos.

          DIMINUIR A VELOCIDADE

Ao notar que está sob neblina, reduza a velocidade imediatamente e aumente a distância dos veículos que estão à frente. Desta forma, ficará mais rápido e seguro para o veículo se for necessário.

          ACENDA O FAROL BAIXO

Sob neblina ou fumaça o ato de ver e ser visto fica comprometido. Por isso, sempre acenda os faróis baixos, isso te ajudará e enxergar e colabora para que os outros motoristas identifiquem você na via. Entretanto, jamais use o farol alto, as gotículas de água que estão no ar vão refletir como um espelho em você e dificultar a condução.

Se o seu veículo estiver equipado com faróis de neblina, específicos para essas situações, ele será a melhor opção.

          GUIE-SE PELAS FAIXAS NA PISTA

Sempre se guie pelas faixas coloridas na estrada, principalmente em pista dupla, e nunca faça ultrapassagens (mesmo se for permitido naquele trecho) quando estiver dirigindo sob neblina.

          EVITE PARAR NO ACOSTAMENTO

Se a neblina estiver muito densa e você precisar parar, evite usar o acostamento e procure um lugar seguro (posto de gasolina, por exemplo). Assim como você, os outros motoristas também estão com dificuldades para enxergar e podem atingir o seu veículo no recuo, resultando em dados físicos e materiais.

          PISCA-ALERTA

Evite usar o pisca-alerta, ou a seta, desnecessariamente. Os outros condutores podem confundir o sinal e não conseguir identificar corretamente a manobra que você pretende fazer. Se for necessário usar o pisca-alerta, tenha certeza que eles estão em perfeito funcionamento (revisões periódicas).

          MEDIDAS INTERNAS DO VEÍCULO

Procure ligar o sistema de ventilação interno do veículo, além de abrir os vidros, se for possível, e usar os limpadores de para-brisa (se estiverem bem regulados). Pequenas atitudes podem fazer a diferença em situações adversas como a neblina, evitando acidentes graves.

Com a tecnologia, os CFCs gaúchos oferecem aulas em simuladores de direção que colocam o futuro condutor em condições adversas, tanto físicas, como do tempo e clima – inclusive neblina. Essa etapa do processo de habilitação é muito importante, pois prepara o aluno, transmitindo uma noção de responsabilidade com a sua vida e dos demais integrantes do trânsito.

Agora que você já relembrou o que aprendeu no CFC, use essas dicas quando estiver sob neblina ou fumaça. Uma única atitude, por menor que seja, pode salvar vidas!

Fonte: G1 (SP)

Fechar Menu
SindiCFC-RS